Geral
Bom Progresso e Campo Novo aparecem na lista. Foto: Reprodução

As mais recentes estimativas populacionais calculadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgadas na manhã desta quinta-feira (27), apontam que mais da metade dos municípios gaúchos está encolhendo. Na Região Celeiro, Bom Progresso (2,2%) e Campo Novo (2,4%) estão entre as 10 cidades que mais encolheram no Estado, segundo o IBGE.

O cálculo revela que 51% das 497 cidades do Estado perderam habitantes ao longo do último ano — principalmente em pequenas localidades, mas também em aglomerados urbanos de maior porte em regiões como a Fronteira Oeste. A baixa natalidade e a busca por melhores oportunidades de estudo e trabalho são citadas por especialistas como razões para a intensificação desse fenômeno no Rio Grande do Sul.

As estimativas do IBGE são apresentadas todos os anos por determinação legal e servem, entre outras finalidades, para ajustar a distribuição de recursos dos fundos de participação dos municípios e dos Estados. O número de habitantes calculado para 2020, se comparado com as informações do ano passado, indica que 255 dos 497 municípios gaúchos teriam perdido moradores, o equivalente a 51,3%. Esse índice supera o verificado no ano anterior, quando 50,9% das localidades haviam diminuído em relação a 2018.

Cidades que mais cresceram no RS

  • Campo Bom    4,1%   
  • Xangri-lá         2,2%   
  • Arroio do Sal   2,1%   
  • Balneário Pinhal         2,1%   
  • Imbé    2,1%   
  • Nova Santa Rita          2,1%   
  • Cidreira          2%      
  • Capão da Canoa         1,9%   
  • Tapejara         1,8%   
  • Tramandaí      1,8%

Cidades que mais encolheram no RS

  • Engenho Velho           -5%     
  • Porto Vera Cruz          -3,8%  
  • Rio dos Índios -3,3%  
  • União da Serra           -3,1%  
  • Alpestre          -3%     
  • Itatiba do Sul  -2,8%  
  • Alegria            -2,6%  
  • Campo Novo   -2,4%  
  • Bom Progresso           -2,2%  
  • Pirapó -2,2%

Com informações de GZH