Polícia
Foto: Arquivo Pessoal

O arquivo que começou com a morte de Catriel Patricio Rodríguez, o homem de 19 anos de Colonia Paraíso que foi encontrado morto no último sábado em uma estrada do bairro em El Soberbio com um tiro de arma de fogo e ao lado de sua motocicleta, Ele teve uma reviravolta mais do que relevante em relação às causas que causaram sua morte.

E é que, com base nos resultados da autópsia realizada no necrotério judicial, foram encontrados elementos que sugerem que o impacto que a vítima recebeu na região lombar foi causado acidentalmente. E presume-se que isso aconteceu quando o menino voltou para sua casa em uma motocicleta, localizada a poucos quilômetros do local onde mais tarde foi encontrado morto.

Segundo as fontes ligadas à investigação, nesta manhã, Rodríguez carregava uma espingarda pendurada em uma corda nas costas e, aparentemente, em algum momento de sua viagem no seu Honda Fan 125, a corda que segurava a arma teria quebrado. .

Isso, sempre em uma das versões que tratam do caso, teria acionado a espingarda, sem a intervenção de terceiros.

Imediatamente depois, o motociclista recebeu o impacto do projétil e perdeu o controle do veículo, o que o levou a cair na estrada de terra.

A partir dessa novidade, somado a outros elementos de prova reunidos na investigação, o Tribunal de Investigação Criminal Três de San Vicente descartou a possibilidade de um assassinato e ordenou a libertação de Eduardo L. (45) e seus filhos Matías (19). ) e Juliano (21).

Todos os três foram detidos poucas horas depois de saberem do fato, pois suspeitaram que um deles havia disparado um tiro em Rodríguez.

À luz dessa dúvida, os três suspeitos foram condenados a realizar o teste conhecido como manopla de parafina, além dos exames periciais correspondentes da arma carregada pela vítima, bem como uma espingarda de propriedade de um dos detidos.

Embora mais tarde tenha sido estabelecido que tanto Rodríguez quanto Juliano L. (19) tinham essas armas em posse desde horas antes de cruzarem o rio Uruguai para caçar animais em uma reserva ecológica no Brasil.

El Territorio