Fenômeno
Foto: Reprodução

A “grande conjunção”, raro alinhamento de Júpiter e Saturno poderá ser visto nesta semana. O fenômeno está visível somente até esta segunda(21), quando acontece o ápice do fenômeno.

Alinhamento de Júpiter e Saturno terá seu ápice na noite desta segunda-feira (21). A partir do pôr do sol, em torno de 19h, a “Estrela de Natal” poderá ser vista. Porém, ela desaparecerá perto de 21h.

Os dois planetas chegarão o mais próximo já visto um do outro desde 1623 e 1226, formando pontos próximos extremamente brilhantes. O fenômeno pode ser visto a olho nu.

O alinhamento não acontecia há pelo menos 397 anos – ou, segundo alguns astrônomos, desde o século 13. Essa formação também é conhecida como “Estrela de Belém” e “Estrela de Natal”.

Alinhamento raro de planetas também conhecido como “Estrela de Natal”, encontro entre Júpiter e Saturno será visível no Sul do Brasil, com melhor posição. 

Uma grande parcela dos habitantes da Terra vai conseguir observar o alinhamento, desde que não chova.

Raridade do fenômeno

O que torna o alinhamento tão raro é a sincronia do movimento entre os três planetas, especialmente a posição da Terra em relação a Júpiter e Saturno.

“A Terra leva um ano para dar a volta no Sol, Júpiter leva 12 anos e Saturno, 30 anos. Então, são apenas em algumas datas que você tem Júpiter e Saturno na mesma posição no céu. 

ND Mais