Polícia
Foto: Rede Social

Uma criança de dois anos foi encontrada morta no apartamento em que residia, em Treze Tílias, no Meio-Oeste catarinense. Ela estava deitada na cama, embaixo das cobertas, com um corte no pescoço, segundo o avô.

O ex-padrasto de Maitê Brambila dos Anjos, morta na noite de terça-feira (26), no local em que morava com a mãe, se entregou à Polícia Militar no início da manhã desta quarta-feira (27).

Foto: Divulgação/ND Mais

O homem tem 31 anos e foi levado para a Delegacia da Polícia Civil de Joaçaba, município vizinho, sem advogado de defesa. O delegado afirma que ele foi preso em flagrante e os documentos serão enviados ao Poder Judiciário.

O que diz o pai da menina

O pai da Maitê, Juliano Cezar Matias, de 23 anos,  escreveu um desabafo  emocionante sua conta no Facebook, no início da manhã desta quarta-feira (27). Ele pediu perdão por não ter conseguido proteger a filha e disse que está com o coração em pedaços.

Maitê morreu com um corte no pescoço, segundo a Polícia Civil – Foto: Internet/ND Foto: Internet/ND

“Me perdoe minha filha, se não fui um bom pai, se não te protegi o suficiente desse mundo tão cruel. Meu coração está em pedaços meu anjinho”, escreveu.

O homem, morador de Treze Tílias, também disse que se sente culpado por não ter conseguido proteger a filha. “Você se foi e deixou seu papai aqui sem saber de nada. Eu jamais vou me perdoar por não ter conseguido te proteger da maldade desse monstro”, comentou.

O pai da Maitê definiu a morte da filha como “covardia” e prometeu que não vai “deixar isso barato”. “Mas uma coisa eu te prometo, minha filha amada, eu não vou deixar isso barato, pois o que ele fez com você foi covardia demais para ser feita com um anjinho inocente que não sabia se defender e que não sabia de nada do que estava acontecendo”, completou.

Juliano Matias finalizou dizendo que a filha sempre será lembrada por ele. “Eu te amarei eternamente minha princesinha, minha pulguinha. Eu te amo muito, meu toco de gente”, concluiu.

Ele foi amparado por amigos. “Eu não sei o que te falar neste momento amigo! Mas estamos com você! Que Deus te dê forças para aguentar”, escreveu na mesma rede social a amiga Day. “Força meu amigo, que a justiça seja feita pela pequena Maitê. Deus consolará seu coração. Estamos todos com você”, disse Michelli. Outras pessoas se manifestaram na internet pedindo justiça no caso.

Receba as notícias do Três Passos News no seu celular:

https://chat.whatsapp.com/Fab5E1SQAqK0SxNiOmvzZU

Com informações de ND Mais