Cidade
Foto: PM/Divulgação

A Administração Municipal de Três Passos, através da Secretaria Municipal de Agricultura, está financiando mais de R$ 600 mil para os agricultores do município de Três Passos, pelo Fundo Municipal de Apoio e Desenvolvimento dos Pequenos Estabelecimentos Rurais de Três Passos, o FAPER.

Este é o maior incentivo por parte da administração pública, tornando-se maior do que somado todos os valores desde 2016, quando foram fornecidos R$ 102.628,01, 2017 – R$ 89.887,70, 2018 – R$ 56.013,00, 2019 – R$ 125.721,10 e 2020 – R$ 30.710,85. Somente até o dia 12 de agosto de 2021, a Administração Municipal financiou o valor de R$ 620 mil, através do FAPER, aos agricultores.

Os recursos foram aplicados em projetos de financiamentos de investimentos e custeio, realizados pela Secretaria Municipal de Agricultura, com a aprovação do Conselho Municipal de Agropecuária, beneficiando mais de 80 produtores municipais.

Segundo o departamento técnico da Secretaria, os projetos para custeio de fertilizantes para a cultura de milho, é de extrema importância pois leva em consideração as fórmulas e quantidades adequadas, às exigências nutricionais da cultura, que resultará em uma boa produtividade. Todos os projetos de custeio foram destinados à produção de milho para silagem, que objetiva armazenar alimentos em quantidade e qualidade para serem utilizados durante todo o ano, aumentando a produção e gerando maior renda para o agricultor com o aumento da produção de leite.

Além dos financiamentos de custeio de fertilizantes, o Conselho Municipal de Agropecuária aprovou projetos de estufas, pastagens perenes, desensiladeira entre outros. Segundo o secretário municipal de agricultura, João Carlos Thiesen, os recursos financiados para as unidades de produção agropecuárias promoverão um incremento de renda ao setor primário, melhoria da produção e produtividade e aumento do valor circulando no comércio local.

De acordo com o presidente do Conselho Municipal de Agropecuária, o engenheiro agrônomo Marcelo Vital Larssen, os recursos financiados pelo FAPER, podem ser parcelados em até 36 vezes sem juros com até 6 meses de carência, conforme a Lei Municipal 5.638/21, sendo que os valores pagos pelos agricultores retornarão ao fundo municipal e serão destinados a financiar novos projetos. Atualmente o valor financiado poderá ser de até 3 mil URMs (Unidade de Referência Municipal), correspondente hoje à R$ 15.480,00.

O prefeito Municipal Arlei Tomazoni está buscando otimizar os projetos, tanto na questão dos repasses monetários por litro de leite, quanto referente à utilização de máquinas. O Prefeito também sabe da necessidade de atualização dos valores de repasse aos suinocultores, e afirmou estar sendo organizado um projeto de construção de cisternas visando amenizar os efeitos das estiagens recorrentes. Reafirma a necessidade de fortalecer o sistema de captação e distribuição de água para os seres humanos, haja visto os problemas existentes neste segmento.

Assessoria de Comunicação