Mundo
Foto: Reprodução

O sofrimento de um garotinho, de 9 anos, que sofreu bullying tem emocionado internautas ao redor do mundo. Como consequência, diversas pessoas resolveram transformar a comoção em uma atitude solidária. O pequeno Quaden Bayles e sua mãe Yarraka Bayles ganharam uma viagem para a Disney, através de uma vaquinha que já arrecadou o equivalente a mais de um milhão de reais.

Yarraka filmou o filho falando que queria morrer, mas depois das muitas reações de apoio, ela conta que Quaden teve o “melhor dia da sua vida”. A criança tem nanismo e o vídeo dele sofrendo os efeitos do bullying foi compartilhado ao redor do mundo depois que sua mãe postou pelo Facebook.

This is the impacts of bullying! I seriously don’t know what else to do! ?

Posted by Yarraka Bayles on Tuesday, February 18, 2020

Onda de solidariedade

Desde a viralização do vídeo, Quaden tem sido inundado de mensagens de apoio e solidariedade. Entre elas, o ator australiano Hugh Jackman, que publicou pelo Twitter uma mensagem anti-bullying para o garoto. “Quaden, você é mais forte do que pensa. E, não importa o que aconteça, você tem um amigo em mim”, disse o ator.

Além das mensagens, o estadunidense Brad Williams resolveu iniciar uma campanha de arrecadamento para Quaden. O objetivo é levar o garoto e sua mãe para a Disney nos Estados Unidos, com passagens, hospedagem e alimentação pagas. Segundo Brad, o valor extra arrecadado seria doado para instituições anti-bullying e anti-abuso.

“Isso não é só pelo Quaden. Isso é para qualquer pessoa que tem sofrido bullying em suas vidas e ouviram que não eram boas o suficiente. Vamos mostrar para Quaden e outros, que existe bem no mundo e eles são merecedores disso”, escreveu Brad. Até a publicada desta matéria, a campanha já arrecadou mais de 250 mil dólares, que equivale a mais de um milhão de reais.

As devastadoras consequências do bullying

No vídeo compartilhado por Yarraka, é possível ver como o bullying tem um efeito cruel na vítima. Quaden chora histericamente, enquanto sua mãe narra o que a família tem passado por conta da violência contra a criança. “Acabei de pegar meu filho na escola, testemunhei um episódio de bullying, liguei para o diretor e quero que as pessoas saibam – pais, educadores, professores – esses são os efeitos que o bullying tem “, afirmou.

Durante todo o vídeo, Quaden chora histericamente e pede para morrer diversas vezes. “Qual é o objetivo?”, diz em um trecho. “Quero que alguém me mate”, pede em outro.

Em outro momento, a mulher explica que chegou à escola e viu outra criança dando um tapa na cabeça do filho e “tirando sarro” da altura dele por ter nanismo. “Quero que as pessoas saibam o quanto isso está nos machucando como família. Eu tenho um filho que é suicida [depois] de tudo o que acontece na escola ou em público, que é quase toda vez que estamos em público. E esse é o lado que … eu escolhi manter em sigilo, mas não podemos mais fazer isso”, diz a mãe de Quaden.

Metrópoles