Educação
Foto: Reprodução

Em live apresentada na tarde desta quinta-feira (27) em suas redes sociais, o governador do Estado, Eduardo Leite, garantiu que as aulas presenciais ainda não irão retornar, mas que haverá na semana que vem uma reunião com os prefeitos para discutir o assunto. “O Rio Grande do Sul não vai voltar às aulas sem garantir a segurança dos alunos e professores”, afirma.

Na mesma live, o governador informou como funcionará o projeto com as telefonias e afirmou que os testes começaram no dia 21 e que já tem 23 mil alunos e professores conectados.

“Iremos trabalhar com o maior número de alunos e professores possível. Com o Google Classroom conseguimos acompanhar em tempo real quantos alunos ficam conectados, por quanto tempo ficam conectados, quantos dados são gastos e qual a operadora de celular está sendo usada. É um projeto muito importante para a nossa região, antes os professores utilizavam recursos próprios para conseguir dar a aula”, explica o secretário estadual da Educação, Faisal Karam.

Não será como antes

Durante a live o governador explicou que as aulas presenciais não serão iguais a como eram antes da pandemia. “A proposta é diferente. Queremos diminuir o número de turmas, tempo de aula. Os recreios serão diferentes, as escolas não ficarão lotadas de estudantes como era antes. Seguiremos um protocolo de segurança”, diz.

Segundo Karam, a pasta está planejando os mínimos detalhes para que a volta seja segura. “Até no transporte estamos estudando uma forma. É necessário que o transporte utilize 50% de sua capacidade. Planejamos três horas de carga horária por dia e que intercale rotinas, como por exemplo, se um dia um aluno for pra escola, no dia seguinte ele terá aula remota em casa”, explica.

Agência GBC