Educação
Foto: Divulgação

O governador Eduardo Leite (PSDB) voltou a tratar da volta às aulas presenciais em sua live da tarde desta quinta-feira, 13. Reafirmou que a data de 31 de agosto foi levantada inicialmente para a verificação da situação e das condições para o retorno nas escolas públicas e particulares.

Leite disse que apenas uma data para o debate, a qual será estudada em conjunto com as entidades e, inclusive, com o Ministério Público. Segundo o governador, foi escolhida a educação infantil para dar início à retomada em função do encaminhamento dos alunos não ser obrigatório. Os pais que quiserem ficar com os filhos em casa assim poderão fazê-lo. “Não serão obrigados a enviar os seus filhos à escola, mas permitam que aqueles que quiserem tenha essa opção”, disse. Muitos não têm onde deixar as crianças agora quando precisam voltar ao trabalho.

Ao mesmo tempo, o governador Eduardo Leite disse que é atribuição dos prefeitos preparar a estrutura em suas comunidades para a retomada das atividades escolares.

Quando as aulas presenciais retornarem haverá um sistema híbrido, sem abrir mão da utilização do sistema remoto.

Rádio Planalto