Estado

O governador Eduardo Leite resolveu manter a sua posição de não autorizar a volta de eventos em municípios onde as aulas presenciais não tenham sido retomadas. A manifestação foi feita nessa quarta-feira, 21, em reunião virtual com a direção da Famurs, a Federação das Associações dos Municípios do Rio Grande do Sul. 

As aulas presenciais foram autorizadas pelo Governo Estadual a partir da última terça-feira, dia 20, mas com baixa adesão pelo fato de os prefeitos não publicarem os decretos liberando a retomada. É o caso de Passo Fundo, com as atividades de escolas municipais, estaduais e particulares ainda não terem datas confirmadas de retorno. Pode ser publicada a autorização para a retomada das atividades de escolas infantis privadas nos próximos dias.  O governador voltou a dizer que, se uma cidade se sente segura para liberar o entretenimento, precisa desse mesmo sentimento para a retomada das aulas, reforçando seu entendimento de que a educação é uma atividade essencial. Com isso, o impasse com os municípios permanece. A Famurs, por duas vezes em assembleias, decidiu por orientar as prefeituras a não liberar a volta às aulas.

De acordo com Maneco Hassen, presidente da Famurs, os presidentes das 27 associações regionais irão se reunir na próxima terça-feira (27) para discutir novamente o tema. Até lá, o transporte escolar será tratado em reunião. Uma das alternativas levantadas e que também será discutida entre os prefeitos, é que os municípios que decidirem por não liberar aulas presenciais nas redes municipais, que não impeçam as atividades nas redes estadual e privada.

Rádio Planalto