Comportamento
Foto: Reprodução

A Polícia Civil prendeu um homem que adotava animais domésticos para matar. Há suspeita de que mais de 30 foram mortos por ele na região noroeste do RS. Ele confessou em depoimento nesta semana que adotava os Pets pelas redes sociais para depois agredir e estrangular os bichos até a morte. Ele responde pelos fatos em liberdade porque não houve flagrante. O criminoso é de Coronel Barros.

De acordo com o depoimento, ele agredia os animais, quebrando patas e dentes deles, para depois matar. No momento da abordagem policial, na residência do criminoso, um filhote de gato foi apreendido (foto). O animal não estava machucado e foi encaminhado para tratamento e adoção.

O caso veio à tona a partir de agosto deste ano, quando ativistas da região noroeste gaúcha desconfiaram de alguns pedidos de adoção. Isso porque eles entravam em contato para saber como estavam os animais e não tinham respostas. Houve denúncias em Panambi, Santo Ângelo, Jóia, Ijuí e até em Santa Maria, na região Central, entre outras cidades. 

Receba as notícias do Três Passos News no seu celular:

https://chat.whatsapp.com/CZoNAa3A1cd9K2twPZowdb

Agora no Vale