Polícia
Foto: Reprodução

Um homem foi preso suspeito de ter matado a própria filha, uma bebê de três meses de idade, em Florianópolis . Ele foi detido em flagrante na última sexta-feira (25) e no inquérito da Polícia Civil é acusado de feminicídio.

Inicialmente, os pais da criança teriam chamado o Samu relatando um caso de engasgamento, mas os socorristas teriam notado que ela apresentava sinais de maus tratos. Na sequência, o Instituto Geral de Petícia – IGP confirmou a causa da morte da bebê foi traumatismo craniano.

Com as informações, a Polícia Civil buscou os pais da criança para prestarem depoimento. Segundo o delegado responsável pelo caso, a mãe presenciou o fato e disse que o pai bateu a bebê contra a parede porque não conseguia colocar ela para dormir.

A mulher relatou, também, que o homem já tinha um histórico de “irritabilidade” no trato com a filha, e já vinha cometendo maus tratos com brincadeiras violentas e agressivas, que já haviam deixado hematomas na criança.

O homem foi preso em flagrante e vai responder por feminicídio. O delegado disse que enquadrou o caso desta forma por razões técnicas, mas trata o assunto como um homicídio qualificado. Aos policiais, o pai disse que a criança morreu afogada.

A Polícia Civil ainda investiga se a mãe da criança teve alguma participação do crime, ou se omitiu cuidados anteriormente.

O Diário