Inusitado
Foto: Reprodução

Todo o imbróglio ocorreu em 24 de julho, quando um indiano identificado como Manish Mishra ligou para a mulher e revelou ter sido “infectado” pelo Coronavírus. Na ligação, disse ainda que não tinha mais vontade de viver, e encerrou a conversa. Desde então, o homem havia desaparecido. A esposa acionou o irmão, que a aconselhou a registrar o sumiço na polícia da cidade de Navi Mumbai.

Durante a investigação, a polícia descobriu que não havia ninguém com o nome de Manish Mishra que havia procurado laboratórios para teste de Covid-19. No trabalho dele, os agentes descobriram que ele havia sido demitido por tentativa de fraude.

Foi no local que a polícia soube de um suposto envolvimento de Manish com uma amante. A partir daí, ficou claro que o rapaz poderia ter embolsado o dinheiro e fugido com uma amante.

Na sequência, os investigadores localizaram a moto dele próxima a um riacho. Houve a suposição de que, de fato, Manish havia cometido suicídio. Mas nenhum corpo foi achado.

A polícia, então, usou rastreamento de celular. Seguindo pistas, encontraram o homem na cidade de Indore, a mais populosa do estado de Madhya Pradesh, na índia.

Lá estava Manish com dinheiro e com a amante. Pego no pulo, dois meses depois, nesta última sexta-feira, 25, ele foi preso e levado de volta a Navi Mumbai, onde terá que prestar esclarecimntos para as autoridades policiais. E para a esposa.

Metrópoles