Polícia
Foto: Ilustração

O fato de uma jovem e bela moça estar assediando homens em uma rede social tem deixado algumas pessoas apreensivas em Tucunduva nos últimos dias. A jovem enviou convites de amizade para homens da cidade e da região, e segundo consta encaminhava com estes uma conversa de cunho sexual, enviando fotos que seriam dela nua, e posteriormente pedindo que os  homens fizessem o mesmo.  Provavelmente trata-se de um perfil fake, e a suspeita é de que trata-se de um hacker ou de uma pessoa que usaria as informações e fotos que possui para chantagear, principalmente os homens casados, exigindo dinheiro para não  divulgar as fotos e as conversas mantidas em privado com estes.

Um homem de Horizontina, que provavelmente também criou um perfil falso em uma rede social para não ser reconhecido, tem enviado alerta às pessoas que possuem a referida mulher em seu grupo de amigos virtuais, citando o nome da moça, e alertando para que não abram links enviados por ela, pois os mesmo podem ser porta de entrada para que hackers invadam computadores e telefones, e tampouco compartilhem fotos íntimas,  pois ele teria sido chantageado pela jovem.  Um homem de Tucunduva também teria sido vítima de um caso semelhante, mas envolvendo outra mulher, também nas redes sociais.

Em Ijui, um de homem, 58 anos, morador do interior do município, foi vítima de um golpe via WhatsApp conhecido como Golpe do Nudes, após manter contato com uma moça. Ele registrou boletim na delegacia de polícia.

Inicialmente o homem aceitou amizade da moça no Facebook e logo após via Watts. Durante as conversas de cunho sexual, a jovem teria enviado fotos íntimas.  Na manhã de ontem, quarta-feira, 15, o homem recebeu o contato telefônico de um suposto inspetor de polícia dizendo estar com os pais da menina que queriam registrar boletim de ocorrência e para não ser feito o registro ele deveria depositar R$ 12 mil.

Através do Watts o homem recebeu todas as instruções do deposito. Mais tarde, recebeu nova ligação do suposto inspetor dizendo que a situação com os pais estava resolvida, porém precisava acertar um valor com o policial que queria R$ 50 mil, após negociação o valor foi reduzido para R$ 10 mil.

O homem desconfiado entrou em contato com um advogado que acabou descobrindo que ele foi vítima de golpe. O homem tentou bloquear o depósito bancário, mas o gerente informou que não sabe se isso será possível.

Jornal Sentinela