Geral
Estrada é do Estado, mas foi recuperada pelo município. Foto: TP News

Abandonadas pelo Governo do Estado, rodovias estaduais não-pavimentadas, que se encontram em péssimas condições de trafegabilidade na Região Celeiro, acabam sendo recuperadas pelas próprias prefeituras que, para não deixarem moradores de seus municípios desamparados, realizam patrolamento e encascalhamento através de convênios formais com o Daer – Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem, ou até mesmo de acordos verbais.

A prefeitura de Crissiumal foi a primeira a iniciar a recuperação do trecho da ERS-305 desde a divisa com Três Passos até o rio Buricá – Horizontina. O exemplo foi seguido por Humaitá que recuperou um trecho de 18 quilômetros da RSC-472, entre a cidade e a divisa com Nova Candelária. Esta também recuperou o trecho que passa pelo município. “É da competência do Estado, tem custos, mas são pessoas que vivem em nosso município que precisam desta estrada”, disse o secretário de Obras e Viação, Schassot Cegret, ao Três Passos News.

VEJA TAMBÉM