Variedades
Foto: Reprodução

“Eu vi que um idoso tinha se envolvido naquele acidente e comecei a filmar porque achei que o motociclista ia brigar com ele”, relata o empresário Fabiano Ladislau, de 27 anos. Morador de Manaus, no Amazonas, ele estava indo para o trabalho na manhã da última terça-feira (24), quando percebeu que um motorista de aproximadamente 70 anos havia acabado de colidir contra uma motocicleta.

“O rapaz da moto ainda estava no chão e o senhor saiu do carro agoniado com as mãos na cabeça. Fiquei bem preocupado com o que poderia acontecer”, relatou o empresário ao Sempre Família, nesta quinta-feira (26). No entanto, a cena que ele registrou com seu celular nos momentos seguintes foi diferente de tudo o que já havia presenciado no trânsito e o emocionou.

“O rapaz levantou e simplesmente abraçou o idoso. Aí o senhor começou a pedir perdão e começou a chorar”, conta Fabiano, que também viu o motociclista beijar o homem, enquanto dizia que estava tudo bem porque não havia se machucado.

Rapidamente, os envolvidos no acidente tiraram os veículos da pista e o empreendedor parou seu carro ao lado do motociclista para elogiá-lo pela atitude. “Baixei o vidro e o parabenizei”, recorda o manauara, que não teve tempo de perguntar o nome do rapaz, mas lembra da resposta dele após receber o elogio. “Ele me disse que tinha perdido seu pai aos oito anos de idade, então dava muito valor às pessoas mais velhas”, recorda. “E como ele falou isso chorando, me emocionei também”.

Diante da situação, Fabiano decidiu enviar o vídeo para seus amigos no WhatsApp e bastaram alguns minutos para que as imagens chegassem ao jornal local, circulassem pelas redes sociais e emocionassem milhares de pessoas. “Estou chocado porque pensei que isso não existia mais”, escreveu um internauta na publicação do jornal Manaus Alerta no Instagram. “Eu chorei aqui”, completou outro.

Segundo Fabiano – que é casado, pai de três meninas e está aguardando a chegada de mais um bebê –, nenhum veículo de comunicação da cidade divulgou o nome dos envolvidos no acidente, que permanecem no anonimato.

No entanto, a ação deles já atravessou o país e trouxe esperança para muita gente. “Principalmente para quem, como eu, faz o possível para transmitir esses valores aos filhos. Afinal, temos que ter respeito e amor por todos”.

Gazeta do Povo