Polícia
Foto: Anelise Nicoli do Nascimento

O fato teria ocorrido na tarde de sábado, 19, e inicialmente houve rumores de que poderia estar ligado a conflitos na Terra Indígena do Guarita, sabendo-se mais tarde de que foi um fato familiar.

Segundo o que consta na ocorrência policial, a guarnição de serviço foi acionada para atendimento de um incêndio em residência no Setor Pedra Lisa, Reserva Indígena.

Ao chegar no local, juntamente com a equipe dos Bombeiros, foi constatado o fato, sendo que a residência já havia sido consumida pelo fogo.

No local a vítima C.N.R., a qual se encontrava muito nervosa, passou a relatar que seu companheiro havia lhe agredido com socos na região de sua cabeça (cfe. atestado médico) e que, disse para a vítima que iria lhe matar. Ato contínuo, de posse de uma faca desferiu um golpe na tentativa de acertar a vítima, porém não consumou o fato.

Assim, passou a pregar as portas da residência com a finalidade de trancar a vítima, momento que o filho desta conseguiu lhe retirar da casa, quando o autor colocou fogo na residência permanecendo dentro.

Populares retiraram o autor com diversas queimaduras o qual foi encaminhado para o Hospital Santo Antônio onde permanece em estado grave.

Algumas fotos e filmagens chegaram a ser feitas de longe, inclusive a fumaça era percebida do centro de Tenente Portela.

Valdemir Ribeiro do Nascimento/Brigada Militar