Polícia
Foto: Arquivo Pessoal

O desaparecimento de Vilmar Antônio Machado de Oliveira, 20 anos, morador de Cruz Alta, no Noroeste do Estado, completou quatro meses nesta quinta-feira (21). A polícia não tem pistas sobre o paradeiro do rapaz.

Vilmar saiu de casa na manhã do dia 21 de dezembro, no bairro São José, onde vive com a mãe e a avó. Ele deveria ter ido trabalhar naquele dia, mas não chegou no serviço.

Marília Machado, mãe do jovem, conta que quando chegou em casa do trabalho o filho não estava e, desde então, não teve mais notícias ou contato com ele. Ela conta que já procurou o filho em todos os lugares possíveis, inclusive olhou imagens de câmeras de segurança da cidade e, até agora, nenhuma novidade.

“Eu não consigo mais dormir, eu não consigo mais comer, emagreci quase 10 quilos. Não tem onde a gente não tenha ido, onde não tenha perguntado”, conta.

De acordo com o delegado Josuel Muniz, Vilmar foi procurado em diferentes locais e nada foi encontrado. “Também não surgiu nenhuma informação útil até o momento.”

Informações sobre o caso podem ser repassadas à Polícia Civil pelo 197.

Receba as notícias do Três Passos News no seu celular:

https://chat.whatsapp.com/Fab5E1SQAqK0SxNiOmvzZU

G1 RS