Cidade
408 funcionários foram infectados por covid-19 na unidade. Foto: TP News

A Justiça do Trabalho determinou o afastamento de todos os funcionários da JBS Três Passos por um período mínimo de 14 dias, após 408 testarem positivo para coronavírus. Segundo Ministério Público do Trabalho, os 989 funcionários ficarão afastados por um período mínimo de 14 dias.  A decisão judicial ainda determinou apuração do crime de desobediência a decisões anteriores. As informações são do site G1 RS.

Conforme a decisão judicial, a empresa também terá que testar os trabalhadores a partir do décimo dia de afastamento. A determinação, assinada pelo desembargador do Tribunal Federal do Trabalho da 4ª Região Marcelo José Ferlin D’Ambroso, foi publicada na quinta-feira, 16. A JBS informou, em nota, que não comenta processos em andamento, e que segue medidas de segurança.

Segundo o Ministério Público do Trabalho, autor do pedido, 408 pessoas testaram positivo para a doença, cerca de 41% dos funcionários. Um deles, de 48 anos, faleceu. A medida tem efeito imediato, após a notificação da empresa. Na mesma decisão, o desembargador determinou ainda que a Polícia Federal apure o crime de desobediência, já que a empresa não teria cumprido determinações de testagem anteriores, conforme apontou o Ministério Público.

Até quinta-feira, 16, conforme boletim epidemiológico divulgado pela prefeitura municipal, Três Passos possuía 664 casos positivos e sete óbitos por covid-19.