Justiça
Foto: Divulgação

O Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul não acatou o recurso para analisar a decisão judicial proferida contra o bispo Antônio Carlos Rossi Keller, da diocese de Frederico Westphalen, que abrange os municípios da região Celeiro.

Em fevereiro de 2021, a 7ª Câmara Criminal tornou Keller réu por dois crimes de estupro de vulnerável, depois de aceitar recurso do Ministério Público contrário à decisão em primeira instância, que inocentava o bispo.

O líder católico é acusado de abusar sexualmente de um adolescente que foi coroinha. Os crimes teriam iniciado quando a vítima tinha 13 anos e morava com o bispo, em 2008.

O sacerdote responde ainda por coação no curso do processo e dano à saúde. Com a decisão, o processo segue tramitando da justiça gaúcha.

O réu ainda pode pedir recurso no Supremo Tribunal Federal (STF) ou Superior Tribunal de Justiça (STJ).

A Diocese de Frederico Westphalen informou não poder falar sobre o caso porque tramita em segredo de justiça. O bispo está em Roma, na Itália, cumprindo compromissos oficiais.

Receba as notícias do Três Passos News no seu celular:

https://chat.whatsapp.com/HZcQ9vXiMIN1GC4kHcXcvC

SBT News