Estado
Foto: Divulgação

O ex-governador Eduardo Leite (PSDB) afirmou a interlocutores que deve entrar na disputa pelo governo gaúcho a fim de retornar ao Palácio Piratini, desistindo da presidência.

Em março o ex-governador Leite renunciou ao governo do Rio Grande do Sul e passou a percorrer o país e a fazer contatos políticos. Ele chegou a cogitar a filiação ao PSD para disputar a Presidência.

Seu objetivo é que, a partir de quarta-feira, quando ele retornará a Porto Alegre, volte a tentar voltar ao governo gaúcho.

Até aqui, não há uma candidatura natural do campo político de Leite no Rio Grande do Sul. Nenhum nome conseguiu aglutinar a base de sustentação dos últimos três anos de governo tucano.

Segundo o grupo político de Eduardo Leite é de uma nacionalização da campanha estadual entre PT e PL, que já anunciou a candidatura do ex-ministro Onyx Lorenzoni. Nesse cenário, a avaliação é que Leite é o único nome capaz de unir o grupo.

Aliados acreditam que o fato de ele ter deixado o governo facilita o discurso de que não usará a máquina pública para se beneficiar na campanha. Isso porque, na eleição de 2018, Leite anunciou que não disputaria a reeleição.

Receba as notícias do Três Passos News no seu celular:

https://chat.whatsapp.com/Fab5E1SQAqK0SxNiOmvzZU

Agência GBC