Saúde
Foto: Divulgação

Tapejara está programando um lockdown neste final de semana para frear o coronavírus. A medida acontece a partir das 14h de sábado (5) e segue até às 06h de segunda-feira (7). Neste período haverá o fechamento total do comércio, além de supermercados. Permanecem apenas os serviços essenciais como farmácias e postos de combustíveis operando na cidade.

A Vigilância Sanitária fará a fiscalização e contará com o apoio de guarnições da Brigada Militar e do BPChoque de Passo Fundo. Quem descumprir o decreto terá uma multa superior a R$ 2 mil.

Em entrevista na Uirapuru, o prefeito de Tapejara, Vilmar Merotto (MDB), disse que a cidade tinha 14 leitos durante a pandemia, chegando ao máximo de 5 pessoas internadas. Porém, recentemente este número cresceu e a cidade tem mais de 100 pessoas positivadas para 24 mil habitantes.

A decisão de lockdown foi tomada em comum acordo com as entidades empresariais locais para evitar que a saúde esgote sua capacidade local. Frisou que as pessoas estão proibidas de se aglomerarem em Tapejara.

A grande preocupação é que isso ocorra em espaços públicos, praças e outros locais sociais. A fiscalização estará nestes locais para que as pessoas vão para suas casas. Disse ainda que a expectativa é de, já neste primeiro final de semana, há a expectativa de diminuir os contágios.

Reconheceu que o final de ano pede famílias unidas, mas pra isso é preciso reduzir os casos. Citou a dificuldade de manter os jovens longe das aglomerações em sua cidade, problema que também acontece em Passo Fundo. Alertou que com toda a certeza é através dos jovens que o vírus está indo para as casas e atingindo os mais velhos. Destacou que os jovens reclamavam que no mercado poderia ter muitas pessoas, mas não na rua. O lockdown chega para mostrar que é preciso sacrifício de todos.

Rádio Uirapuru