Trânsito
No dia 27, acidente causou a morte de uma pessoa no local. Foto: TP News

O respeito ao limite de velocidade e a prudência dos motoristas, além das lombadas eletrônicas, contribuem para evitar acidentes de trânsito nas rodovias, principalmente em cruzamentos perigosos como é o caso do que fica localizado no km 102 da BR-468, nas proximidades do antigo Seminário São Pascoal, em Três Passos.

Após a retirada das lombadas eletrônicas, em janeiro de 2019, já havia ocorrido ao menos três acidentes no local, mas nenhum grave como o que aconteceu na tarde da última sexta-feira, 27, que resultou em uma vítima fatal. Ao longo do ano, muitos motoristas, que antes transitavam devagar, passaram a abusar da velocidade. O trecho é perigoso devido ao grande fluxo de veículos e o elevado risco de acidentalidade.

Motociclista morreu ao colidir com um carro. Foto: TP News

Em 31 de julho, o Dnit – Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes anunciou a reinstalação dos equipamentos no km 102. Conforme o Dnit, seriam instalados aproximadamente 1.140 radares eletrônicos, visando o controle de velocidade em faixas de tráfego consideradas de médio, alto ou muito alto risco de acidentes, as quais foram identificadas em estudos realizados ainda em 2016.

Depois de cinco meses, os equipamentos ainda não foram reinstalados. Quantas vidas precisarão ser perdidas?

VEJA TAMBÉM

https://trespassosnews.com.br/acidente-com-vitima-fatal-envolve-carro-e-motocicleta-na-br-468-em-tres-passos/