Polícia
Foto: Divulgação

A mãe e o padrasto de um bebê de 10 meses foram presos em Guaíba, na Região Metropolitana, na madrugada desta segunda-feira (22), suspeitos de envolvimento na morte do menino. Eles deram entrada no hospital da cidade, alegando que a criança havia se engasgado. A equipe médica desconfiou da versão dada pelo casal e acionou a polícia porque haveria lesões no corpo do bebê.

Segundo o boletim de ocorrência, o menino já chegou sem vida ao Hospital Regional Nelson Cornetet. Enquanto parte da equipe averiguava a situação do bebê, outra acionou a Brigada Militar e a Polícia Civil. Além do casal, outros familiares da vítima estavam no local. Todos foram ouvidos e, devido a versões consideradas divergentes, a mãe e o padrasto tiveram a prisão solicitada à Justiça.

O plantão do Judiciário local concedeu o mandado de prisão por homicídio. Com isso, o casal foi encaminhado para novos depoimentos. O corpo da criança foi levado para o Instituto-Geral de Perícias (IGP), e o resultado do laudo técnico será fundamental para confirmar as causas da morte da criança. O caso é investigado pela delegacia local.

Conforme o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), os nomes da mãe e do padrasto não foram divulgados. Nesse caso, o objetivo é não expor os dois irmãos da vítima, que moram com os suspeitos. Um segundo passo da polícia será averiguar se as outras crianças também teriam sido agredidas.

Receba as notícias do Três Passos News no seu celular:

https://chat.whatsapp.com/DQDP80AM1AuE8kxc2pC6Ex

GZH