Polícia
Foto: Polícia Civil/Divulgação

A Polícia Civil investiga um médico de Cruz Alta por violação sexual durante consultas com pacientes. O nome dele não foi revelado para não comprometer as investigações, mas ao menos dez mulheres já foram ouvidas desde julho. O que chama a atenção da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam), é que todas contaram à polícia versões muito parecidas. 

As agressões supostamente ocorriam em consultas relacionadas a medicina do trabalho. O homem tocava em partes íntimas das vítimas, sem que houvesse necessidade. Computadores e celulares dele foram apreendidos para perícia. 

Oito das dez denunciantes não tiveram coragem de denunciar e só foram descobertas após o primeiro caso. A expectativa da Deam é de que mais vítimas apareçam com após a divulgação na imprensa. 

Quem tiver mais informações pode entrar em contato com a Deam de Cruz Alta pelo telefone (55) 3322-6160. Também é possível denunciar através do WhatsApp da Polícia Civil, no telefone (51) 98444-0606.

Outro caso

Um mês atrás, a Polícia Civil cumpriu no dia 16 de julho o mandado de prisão preventiva contra o cirurgião plástico Klaus Wietzke Brodeck. O médico, que foi pego em Gramado, é acusado de estuprar pacientes.

De acordo com a investigação, 95 mulheres procuraram a Polícia Civil para relatar os abusos. Destas, 12 são denúncias que culminaram na prisão e 83 relatos que estão sendo investigados.

O médico prestou depoimento por cerca de seis horas. Ele negou que tenha cometido os crimes contra as pacientes. 

Agência GBC