Comportamento
Foto: Divulgação

O menino Hector Braz, de 7 anos, decidiu fazer um apelo especial nas cartinhas de Natal, retratando a inflação pela qual passa Brasil. Morador de Arroio Grande-RS, município localizado a 450 km de Lajeado, ele pediu alimento para a ceia de Natal com a família. “Papai Noel, meu sonho é ganhar uma carne para passar com a minha família, tenho 7 anos, muito obrigado Papai Noel”, pediu o menino.

A família passa por uma situação difícil desde o início da pandemia. Patrícia Fros de Braz, 35 anos, fica com as três crianças em casa e depende dos bicos que seu marido e sua filha mais velha fazem. Leandro Alves de Medeiros, 27 anos, trabalha como capineiro e Rosiane Braz de Andrade, 19 anos, cuida de uma idosa.

Com a pandemia, os trabalhos foram diminuindo e a família precisou reduzir alguns gastos. ” A gente compra, mas agora é miúdos, ossos, essas coisas mais baratas”, relata a mãe. Ela ainda acrescenta que nunca tinha passado necessidade foi no último ano que a situação apertou mesmo.

Como aprendeu a escrever sozinho este ano, o menino escreveu sua carta com a ajuda da mãe. “Quando eu vi que a vontade dele era essa mesmo, me doeu o coração. Ele que decidiu. Sentamos na mesa e eu o ajudei a escrever, ainda disse a ele que seria difícil, pois estava tudo muito caro”, lembra a mãe. Mesmo assim, o pequeno não perdeu as esperanças! “Ele me disse que eu ficasse tranquila, pois o papai Noel sempre ajudava todo mundo, porque ele era Deus”.

A atitude do menino comoveu algumas pessoas que decidiram fazer uma cesta de Natal para a família.

Receba as notícias do Três Passos News no seu celular:

https://chat.whatsapp.com/Ko4h3dPyJnpD8UOiAoke57

Revista Crescer/G1