Segurança
Foto: Reprodução

Novos golpes no Brasil, que usam o Coronavírus como isca, já atingiram milhares de usuários pelo WhatsApp em um curto período de tempo.

O dfndr lab, laboratório especializado em segurança digital da PSafe, detectou 19 golpes e 6 aplicativos maliciosos que utilizam o covid-19 e o período de quarentena para oferecer falsos benefícios para a população.

Como revelado, as supostas ofertas contemplam itens como kits de máscaras e álcool em gel, assinaturas grátis em serviços de streaming e até pagamento extra para beneficiários do Bolsa Família. Em 7 dias de circulação, os golpes, juntos, já atingiram mais de 2 milhões de brasileiros e os números de acesso não param de crescer.

Segundo Emilio Simoni, diretor do dfndr lab, grande parte dos links maliciosos têm o objetivo de roubar dados pessoais e financeiros das vítimas ou levá-las à páginas falsas para visualizar publicidades excessivas.

“Para tornar o ataque mais verídico, alguns golpes se aproveitam de ações reais que grandes empresas e o governo estão realizando para enfrentar o Coronavírus, como a doação de álcool em gel e pagamento de benefícios à população. E a tendência é que o número de ataques e de vítimas aumente nos próximos dias, principalmente em decorrência do agravamento da situação do país neste momento de crise”, explica Simoni.

Ainda de acordo com o dfndr lab, além dos golpes, os cibercriminosos também estão disseminando centenas de fake news sobre a doença na internet. Estima-se que 42,5 milhões de brasileiros já receberam ou acessaram fake news sobre Coronavírus.

Como se proteger

Desconfie de informações sensacionalistas e busque fontes confiáveis.

Tenha cuidado ao clicar em links compartilhados no WhatsApp ou nas redes sociais.

Utilize soluções de segurança no celular. Opte também por ferramentas de checagem de links.

Metro Jornal

Novos golpes no Brasil, que usam o Coronavírus como isca, já atingiram milhares de usuários pelo WhatsApp em um curto período de tempo.

O dfndr lab, laboratório especializado em segurança digital da PSafe, detectou 19 golpes e 6 aplicativos maliciosos que utilizam o covid-19 e o período de quarentena para oferecer falsos benefícios para a população.

Como revelado, as supostas ofertas contemplam itens como kits de máscaras e álcool em gel, assinaturas grátis em serviços de streaming e até pagamento extra para beneficiários do Bolsa Família. Em 7 dias de circulação, os golpes, juntos, já atingiram mais de 2 milhões de brasileiros e os números de acesso não param de crescer.

Segundo Emilio Simoni, diretor do dfndr lab, grande parte dos links maliciosos têm o objetivo de roubar dados pessoais e financeiros das vítimas ou levá-las à páginas falsas para visualizar publicidades excessivas.

“Para tornar o ataque mais verídico, alguns golpes se aproveitam de ações reais que grandes empresas e o governo estão realizando para enfrentar o Coronavírus, como a doação de álcool em gel e pagamento de benefícios à população. E a tendência é que o número de ataques e de vítimas aumente nos próximos dias, principalmente em decorrência do agravamento da situação do país neste momento de crise”, explica Simoni.

Ainda de acordo com o dfndr lab, além dos golpes, os cibercriminosos também estão disseminando centenas de fake news sobre a doença na internet. Estima-se que 42,5 milhões de brasileiros já receberam ou acessaram fake news sobre Coronavírus.

Como se proteger

Desconfie de informações sensacionalistas e busque fontes confiáveis.

Tenha cuidado ao clicar em links compartilhados no WhatsApp ou nas redes sociais.

Utilize soluções de segurança no celular. Opte também por ferramentas de checagem de links.

Metro Jornal