Internacional
Foto: Ilustração

Um argentino foi preso após matar a própria filha, uma bebê de 4 meses de idade, na noite deste sábado, dia 30, em Dionísio Cerqueira, no Oeste de Santa Catarina. Segundo as informações da Polícia Civil, o autor tem 19 anos e teria estuprado a criança, deixando ela em estado grave.

O delegado Lucas Almeida, responsável pelo plantão na ocasião, relatou que a denúncia chegou do hospital do município, onde uma funcionária teria revelado que uma família de argentinos, da cidade de Poço Azul, atravessou a fronteira e teria levado uma bebê para atendimento médico após ter passado por uma farmácia.

A menina deu entrada no hospital apresentando lesões gravíssimas nas partes íntimas, deixando claro os abusos, conforme a polícia. Ela foi a óbito na unidade.

O pai, a mãe de 15 anos, e a avó, relataram à polícia em depoimento que não sabiam o que tinha acontecido com a menor. Logo depois, a adolescente esclareceu que ficou sabendo dos estupros por parte do marido desde a última quinta-feira, dia 28. Ela também disse que notou sangramento na filha neste sábado, depois que a menina ficou sozinha com o pai.

A mãe também revelou que eles não procuraram atendimento na Argentina, porque achavam que no Brasil não poderiam ser responsabilizados. Ela também contou que teria sido ameaçada pelo companheiro caso contasse sobre o crime. O homem foi preso e a polícia coletou roupas do autor e material genético dele para perícia, além de roupas da vítima.

O delegado relatou que nunca viu em toda carreira um crime tão bárbaro quanto esse.

Receba as notícias do Três Passos News no seu celular:

https://chat.whatsapp.com/HZcQ9vXiMIN1GC4kHcXcvC

Oeste Mais