Inusitado
Foto: Divulgação

O pastor Huber Carlos Rodrigues e a viúva dele protagonizam um fato curioso em Goiatuba, no sul de Goiás. O religioso morreu na última sexta-feira (22), mas deixou uma carta afirmando que ressuscitaria no terceiro dia. Por isso, a mulher não autorizou o sepultamento. No fim das contas, Rodrigues foi enterrado na madrugada desta terça-feira (26/10) com ares espetaculares e fiéis pedindo para que seu caixão fosse aberto.

Rodrigues foi vítima de problemas cardiorrespiratórios. Ele ficou internado em um hospital de Itumbiara, mas não resistiu. O documento que profetiza a ressuscitação data de 2008. Na ocasião, ele diz que teve revelações de um “mistério de Deus” e voltaria à vida às 23h30 três dias depois de sua morte.

“Minha integridade física tem que ser totalmente preservada, pois ficarei por três dias morto, sendo que no 3ª dia, eu ressuscitarei. Meu corpo durante os três dias não terá mau cheiro e nem se decomporá, pois o próprio Deus terá preparado minha carne e meu cérebro para passar por essa experiência”, escreveu.

Ressuscitação de pastor rende notificação

A Vigilância Sanitária de Goiatuba notificou a funerária por não ter realizado o sepultamento imediato do pastor. A prefeitura explicou que há uma resolução que dispõe sobre o Controle e Fiscalização Sanitária do Translado de Restos Mortais Humanos. A empresa, porém, diz que não recebeu notificação.

Receba as notícias do Três Passos News no seu celular:

https://chat.whatsapp.com/DA3uoozDccV6eVjMNFbVi4

Diário de Goiás