Curiosidades
Foto: Divulgação

O desejo de pescar um peixe que não coubesse no barco. Assim começou a saga de Iago Luis Feldkircher, médico veterinário de 29 anos. Após uma longa estiagem, que reduziu o nível do maior lago artificial do estado ao menor patamar da história, muitas áreas alagadas secaram e a pesca, por um lado, foi favorecida. Por outro lado, o peixe acaba indo para o fundo do lago e a chance de pegar um peixe grande é menor.

Pescador profissional com carteira registrada, Iago escolheu colocar a rede próximo ao Recanto do Lazer, na Esquina Hetzel em Quinze de Novembro. Ao amanhecer de quinta-feira (27) a surpresa: uma carpa cabeça grande estava na rede malha 18, e o tamanho do animal chamou a atenção de Iago e do companheiro Ildemar Jost. Para tirar da água o peixe de quase 1 metro e 40 centímetros de comprimento foi preciso muita força da dupla de pescadores profissionais.

Iago faz parte da Colônia de Pescadores Z18 de Ijuí, e Ildemar é sócio da Colônia Z42 do Salto do Jacuí. Ambos pescam legalmente, e fizeram questão de mostrar as carteiras profissionais para nossa reportagem.

Quanto ao destino do peixão de 51,7 kg de peso, o mesmo foi destinado á Tenda do Aterro do Fernando Luft, entre Quinze de Novembro e Santa Clara do Ingaí. O filé da carpa foi levado ao restaurante, e ficou a disposição dos fregueses que gostam de um peixe frito.

Rádio Cidade e Jornal O Alto Jacuí