Geral
Empresa é acusada de pirâmide financeira. Foto: PRF

Agora, foco da investigação são os captadores de clientes da pirâmide financeira, que já tem 15 membros da cúpula como réus e pode ensejar a maior ação da história da Justiça Federal. Segundo reportagem do jornal NH, investidores e líderes da Unick Forex serão indiciados pela Polícia Federal.

A PF foca suas investigações nos líderes, pessoas com destaque dentro da Unick que faziam recrutamento para o esquema. Segundo a reportagem, só no Rio Grande do Sul mais de 1,2 líderes foram listados na investigação.

A cúpula do Unick Forex, composta de 15 membros, foi presa no mês passado na operação Lamanai. Com as apreensões, a Justiça encontrou mais de 1500 bitcoins e R$200 milhões em bens.

Estima-se que o esquema tenha movimentado mais de R$28 bilhões e afetado cerca de 1 milhão de brasileiros, número quase igual ao de investidores na Bovespa. A dívida da Unick pode chegar a R$12 bilhões, segundo a PF.

Os líderes da Unick são acusados de formação de quadrilha, lavagem de dinheiro e crime contra a economia popular. A empresa prometia lucros acima do normal, mas não passava de uma pirâmide financeira.

Não só os líderes serão investigados, como também diversos investidores. Esse será o maior processo criminal na história da Justiça Federal.


Unick Forex tinha um escritório em Crissiumal. Foto: Divulgação

Entenda o caso na região

No mês de agosto, a Polícia Civil de Crissiumal indiciou seis pessoas por envolvimento em um esquema de pirâmide financeira, através de um escritório da Unick Forex, que estaria negociando contratos irregulares. Os indiciados são os que praticavam as atividades na cidade, segundo a polícia. As informações são do JNH.

O inquérito apurou crime contra a economia popular através de pirâmide financeira, quando os envolvidos iam colocando mais gente para dar mais lucro. Depois se evidenciaram mais delitos, que envolviam lavagem de dinheiro e crime contra o sistema financeiro, de atribuição da Justiça Federal.

O escritório da Unick em Crissiumal foi aberto em janeiro e fechado por ordem judicial no final de fevereiro. Nesse período, cerca de 300 moradores da região foram arrebanhados para o esquema, inclusive de Três Passos.