Polícia
(Foto: Jeferson Oliveira/IGP)

Ainda não foi localizado pela Polícia Civil o adolescente de 16 anos que matou o irmão com golpes de machado na cabeça em Pejuçara, no noroeste do RS, na última terça-feira (24). Conforme a delegada Diná Aroldi, responsável pelo caso, amigos e familiares estão sendo contatados para que indiquem a localização do adolescente ou o convençam a se apresentar na delegacia.

A vítima foi identificada como Gustavo Rui Pereira, 29 anos. O adolescente confessou o crime na escola em que a mãe trabalha, e depois não foi mais encontrado. O crime teria sido motivado por uma briga entre os dois ainda na noite de segunda-feira (23). O menino ainda teria ameaçado a mãe durante o conflito.

Também de acordo com a delegada Diná, informações preliminares apontam que o jovem teria problemas psicológicos e não realizaria tratamento no momento.

“Estamos colhendo depoimentos de amigos e parentes para entender o contexto em que vivia a família. Ainda é cedo para determinar, mas, até o momento, acreditamos que o crime ocorreu por um conjunto de fatores, como a briga que os dois tiveram e os problemas psicológicos do adolescente”, afirmou.

A mãe de ambos também deve ser ouvida, mas ainda não há previsão de quando isso ocorrerá. Segundo a polícia, ela estaria em estado de choque e, até o momento, sem condições de depor.

O sepultamento de Gustavo ocorreu na manhã de ontem, quarta-feira (25), no cemitério municipal de Pejuçara.

Receba as notícias do Três Passos News no seu celular:

https://chat.whatsapp.com/CmyP3litXRj9MiTwu5EkPG

GZH