Geral
Foto: Tadeu Vilani / Agencia RBS

Para tentar coibir a violência na reserva, a Brigada Militar reforçou o patrulhamento. Um comboio de sete viaturas do 7º BPM, sediado em Três Passos, com guarnições armadas de fuzis, tem percorrido todos os principais pontos da área indígena, que tem 23 mil hectares e 17 núcleos habitados por índios. São mais de 7 mil caingangues e 800 guaranis.

A Fundação Nacional do Índio (Funai) pediu ao Ministério da Justiça intervenção federal na aldeia, com envio de tropas do Exército, da Força Nacional de Segurança ou da PF, ainda não definido. O ministro Sergio Moro ainda não pronunciou se aceitará o pedido.

Com informações de GZH