Saúde
Foto: Ilustração

Os 40 principais hospitais que atendem pacientes do IPE Saúde decidiram notificar a autarquia estadual sobre uma possível rescisão no contrato. A decisão foi tomada na terça-feira após reunião realizada em Porto Alegre pela Federação das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos e Federação dos Hospitais e Estabelecimentos de Saúde.

A lista integra seis casas de saúde da região: Rede Divina Providência (Estrela, Arroio do Meio e Progresso), Hospital Bruno Born (Lajeado).Hospital Santa Terezinha (Encantado) e Hospital Leopoldina Brunet (Ilópolis).  

As federações apontam que a medida é resultado de problemas históricos na gestão do IPE. A situação se agravou com atrasos constantes nos pagamentos e falta de reajustes.

Na avaliação das direções hospitalares, a nova tabela de remuneração do IPE, divulgada em março de 2022, traz sérios prejuízos financeiros às instituições.

São três medidas solicitadas para evitar a quebra do contrato: suspensão da tabela de remuneração de março e calendário de pagamento dos valores atrasados. Se os apontamentos não forem atendidos, a partir de hoje vale o aviso prévio de rescisão contratual junto ao IPE Saúde.

Receba as notícias do Três Passos News no seu celular:

https://chat.whatsapp.com/LcUkJiPfFhlIDqww4qC7Wn

Agora no Vale / setorsaúde.com