Estado
Foto: Divulgação

No feriadão de Proclamação da República a Viagem Segura completou oito anos de atuação com o objetivo de preservar vidas.  As autoridades estiveram mobilizadas desde a zero hora de quita (14) até a meia noite de domingo (17), quando foi realizada a 110ª edição, com ações educativas e de comunicação realizadas pelo DetranRS, além de fiscalização intensa. Juntos, a Brigada Militar e o seu Comando Rodoviário (CRBM) e a Polícia Rodoviária Federal fiscalizaram 29.026 veículos e registraram 10.192 autuações diversas.

Apesar do esforço conjunto dos órgãos de trânsito para a redução da acidentalidade, ocorreram nas ruas e estradas gaúchas 222 acidentes nos quatro dias da Viagem Segura, que resultaram em 183 feridos e 11 mortos no local. No ano passado, em cinco dias ocorreram 25 mortes, contabilizado o acompanhamento das vítimas até 30 dias após a ocorrência.

“No aniversário da Viagem Segura, infelizmente, não há o que comemorar. Onze pessoas perderam a vida no trânsito. São Thiagos, Marias, Brunas, Leonardos que se vão, e temos que lembrar que as estatísticas têm nome, têm rosto. É para que cada vez menos gaúchos e gaúchas deixem amigos e familiares impactados pela violência no trânsito que trabalhamos arduamente fiscalizando, punindo, educando. Mas, acreditamos que só com o envolvimento da sociedade vamos, quem sabe num futuro próximo, poder anunciar que não houve nenhuma morte num feriadão como esse. Essa mudança pode começar por você”, ressalta Diza Gonzaga, diretora institucional do DetranRS.

Os órgãos de fiscalização realizaram 6.304 testes de etilômetro e a imensa maioria dos condutores abordados tiveram como resultado o índice zero (98,3%). Cento e seis condutores foram flagrados sob a influência de álcool e retirados de circulação, sendo que 22, além de responderem por infração administrativa, foram enquadrados em crime de trânsito e encaminhados a delegacias. Outros 159 foram autuados por recusa ao teste. Todos os infratores sofrerão as sanções administrativas do artigo 165 do Código de Trânsito Brasileiro: multa de R$ 2.934,70 e suspensão do direito de dirigir por um ano (além da retenção do veículo e do documento).

Um dos principais programas de segurança no trânsito do Estado, a Viagem Segura reúne órgãos de fiscalização e instituições parceiras para prevenir acidentes nos feriados e principais datas comemorativas. Desde seu lançamento, em 2011, foram abordados 5.812.896 veículos, o que corresponde a mais de 84% da frota do RS, que é de 6.917.855 (até setembro/2019).

Detran RS