Saúde
Foto: Ilustração

O Rio Grande do Sul lidera o número de mortes por AVC e por infarto, na Região Sul do País. Apesar de possuir a mesma população do Paraná, o número de óbitos por AVC no Estado foi de 7.417, enquanto no Paraná foram 5.998 mortes em 2017 e 2.812, em Santa Catarina, no mesmo ano. Os gaúchos também lideram o ranking de infartos, com 7.207.

Para o presidente do CBC (Congresso Brasileiro de Cardiologia), Leandro Zimerman, uma das explicações para este dado negativo é o alto índice de tabagistas no Rio Grande do Sul. Segundo dados recentes do Vigitel, 14,4% da população de Porto Alegre possui o hábito de fumar.

No Brasil, este percentual é de 9,3%. Outros fatores importantes são a inatividade física, comum aos gaúchos, e o consumo elevado de carne vermelha. “O gaúcho come com frequência churrasco. Isso significa ingestão de mais sal e mais gordura, o que pode acarretar hipertensão arterial e aumento de eventos cardiovasculares”, destaca.

Na opinião de Zimerman, é importante também considerar que a imigração do Rio Grande do Sul é diferente de Santa Catarina e Paraná. “Isso pode significar uma carga genética de risco diferente”, conclui o presidente do 74º CBC.

Com informações de O Sul