Tempo
Rio Turvo. Foto: Luís Carlos Pez/Três Passos News

O Rio Grande do Sul precisa de chuva. Semanas seguidas de precipitação abaixo da média na maioria das regiões gaúchas geram preocupação e já trazem prejuízos no campo com a estiagem. Lavouras de milho sofrem perdas irreversíveis e a quebra da safra se acentua a cada dia. A estimativa é que os prejuízos no milho já cheguem a dois bilhões de reais, conforme análise da Fecoagro. Também a soja sofre com a escassez de chuva que não permite o plantio em alguns municípios e dificulta a germinação em outros.

O mapa abaixo mostra a projeção de chuva do modelo WRF da MetSul, disponível ao assinante na seção de mapas com duas atualizações diárias, até 21h de terça-feira. Observa-se a tendência de em alguns pontos isolados no intervalo de 72 horas chover bastante com registros tão altos quanto 100 mm a 150 mm, mas em muitas áreas os acumulados não superam 15 mm ou 20 mm.

A maior parte do Rio Grande do Sul deve ter chuva acima de 20 mm ou 30 mm com áreas de 50 mm a 100 mm.

O que se enxerga a partir das duas projeções é que haverá chuva generalizada, todas as áreas do Estado devem ter precipitações, que em vários pontos a chuva vai trazer alívio médio ou significativo para o déficit hídrico, e que as precipitações não serão suficientemente bem distribuídas para proporcionar uma melhora expressiva do quadro em todo o Rio Grande do Sul. Em Santa Catarina e no Paraná, da mesma forma, haverá uma grande variabilidade dos volumes.

Neste domingo, assim como ontem, o tempo seco predominou na maior parte do território gaúcho e chuva ocorreu apenas de forma muito isolada. O quadro começa a mudar nesta segunda. Apesar de o sol aparecer no decorrer da segunda em diversas áreas e com calor, a nebulosidade aumenta e chove na maior parte do Estado até o fim do dia. Já de manhã em alguns locais e em mais pontos da tarde para a noite. Pontos isolados podem ter chuva forte a intensa com risco de temporais localizados de vento e granizo.

Na terça-feira, a chuva atinge a maior parte do território gaúcho entre a madrugada e de manhã, mas no decorrer do dia a instabilidade começa a se afastar para o oceano. Por isso, pontos mais ao Sul e o Leste gaúcho podem ter chuva mesmo até o final do dia enquanto a partir da Metade Oeste o tempo começa a melhorar com o sol aparecendo em diversas áreas. Há risco de temporais isolados no Nordeste gaúcho, especialmente entre a Serra e os Aparados.

O tempo segue instável ainda na quarta e na quinta em parte do Rio Grande do Sul, contudo as precipitações tendem a atingir menor número de municípios que na segunda e na terça, devendo se concentrar mais em locais das Metade Leste e Norte gaúcha na quarta e mais ao Leste do Estado na quinta.

Receba as notícias do Três Passos News no seu celular:

https://chat.whatsapp.com/GD1P1RTEpXKIWUSRQLhdsM

MetSul –  https://metsul.com/o-tamanho-do-alivio-que-a-chuva-vai-trazer-nesta-semana/?fbclid=IwAR1pNxR5xR13i6Rpop8fFH27QcvAVvDxM73_9210C52VX1v2zuNgHkT_p4c .