Sexo
Foto: Reprodução

Conversando com amigas do trabalho casadas, a gente viu que todas perderam o interesse depois de alguns anos de relacionamento. A gente quer coisa nova, e os maridos ficam na mesma. O que fazemos?

Às vezes, o que estava funcionando não funciona mais. Não há vergonha alguma em expressar isso.

A atração pelo seu companheiro diminuiu? Sente vontade de ter uma frequência maior de sexo? Quer experimentar novas posições, outros brinquedos e diferentes fantasias na transa?

Para começar, tente imaginar a relação além do pênis e da vagina. Existem outras áreas de prazer que podem ser estimuladas pelo toque: mamilos, lábios, orelhas, nuca, parte interna das coxas e parte inferior das costas.

Homens e mulheres podem ficar excitados com o toque em qualquer uma das zonas erógenas. Experimente uma carícia nas regiões que citamos: um beijo, a ponta da língua, mordidinhas, um toque leve com a ponta dos dedos ou usar objetos como uma pena.

Teste, inove

Dê um basta no piloto automático! Quando estamos com o mesmo parceiro há algum tempo, é fácil isso ocorrer.

Se todo encontro que tem com seu parceiro envolve as mesmas duas ou três posições, você está limitando o prazer. Faça a lista de posições a serem experimentadas.

Namorar em outros cômodos da casa, fazer sexo em uma hora diferente e de forma inesperada, adicionar um brinquedo ou apostar em uma roupa sensual podem apimentar o desejo. Casais passam anos na mesma e descobrem que o outro queria o mesmo do que ele, mas não se sentia à vontade para falar. Falando de Sexo – Diário Gaúcho