Tempo
Foto: Divulgação

Devido à tempestade Yakecan, que atinge o Rio Grande do Sul nesta terça-feira (17), cidades gaúchas estão alterando serviços, cancelando eventos e alterando rotinas. Voos foram desviados, aulas canceladas e comércio fechado.

Desde a manhã, ventos de mais de 70 km/h estão atingindo cidades como Porto AlegreCambará do SulVacaria e São José dos Ausentesonde foi registrada a primeira neve do ano do estado.

O coordenador da Defesa Civil estadual, coronel Júlio Cesar Rocha Lopes, afirma que os ventos podem chegar a 110 km/h. No SMS 40199, a população recebe as orientações e alertas do órgão de forma gratuita.

De acordo com o prefeito Sebastião Melo, a prefeitura de Porto Alegre disponibilizou dois micro-ônibus para a busca ativa das 12 equipe de abordagem social, que deve percorrer os bairros até as 22h. A cidade tem 240 vagas em albergues e 70 em pousadas.

Corpo encontrado

O Corpo de Bombeiros encontrou no final da manhã desta terça-feira (17) o corpo de um homem às margens do Guaíba, em Porto Alegre, e aguarda a perícia do Instituto Geral de Perícias (IGP) para confirmar a identidade.

A corporação fazia buscas pelo homem de 51 anos que desapareceu após o barco em que estava afundar na praia do bairro Belém Novo, na Zona Sul da cidade, durante a passagem da tempestade Yakecan no RS.

“Temos indícios que nos levam a crer que se trata da mesma pessoa”, afirmou o major Gustavo Lock. Ele disse ainda que o corpo estava próximo ao local do naufrágio que ocorreu por volta das 22h de segunda-feira (16) e que as características são semelhantes.

O major informou que a situação de navegação era ruim e ventava muito no momento do naufrágio. Ele fez um alerta para que pescadores evitem navegar nesta terça em razão da tempestade subtropical que atinge o estado

–:–/–:–

Bombeiros buscam homem que desapareceu após barco afundar no Guaíba, em Porto Alegre

Aulas suspensas

Em Porto Alegreas aulas na rede municipal de educação foram suspensas nos turnos da tarde e da noite A Secretaria Municipal de Educação (Smed) está orientando as escolas. Também cancelaram aulas da rede municipal as cidades de Capão da CanoaGuaíbaGravataíEldorado do SulRio GrandePelotasMostardasSão José do NorteSanta Vitória do PalmarPedras AltasPinheiro Machado e São Leopoldo.

A rede estadual de ensino suspendeu as aulas em 23 cidades que fazem parte das coordenadorias regionais de educação de Guaíba e Rio Grande.

Na rede privada, o sindicato das escolas orienta que as instituições de ensino fiquem atentas à situação na sua região e sigam as orientações da Defesa Civil. O Sinepe afirma que as instituições têm autonomia para decidir sobre o seu funcionamento e a organização do seu calendário escolar.

Entre as universidades, ESPM – POA, FURG, Unipampa e UniRitter cancelaram as atividades, enquanto PUCRS, Unilasalle e Ulbra (para alunos dos campi Canoas, GuaíbaGravataí, São Jerônimo e Torres) irão manter as aulas, mas em modo remoto. A UFRGS não tem aulas previstas para a semana.

O Sistema Fecomércio-RS suspendeu as aulas de toda a rede de ensino Sesc e Senac-RS nos ensinos infantil, fundamental, médio, EJA, superior, pós-graduação e cursos livres em cidades em que há decreto municipal orientando pelo cancelamento de aulas da rede pública.

Voos alterados

No aeroporto Salgado Filho, na Capital, a empresa aérea Azul Conecta cancelou as operações desde segunda-feira (16), por conta da situação climática. A Azul informa que o voo AD4065 (Santos Dumont-Porto Alegre) arremeteu uma vez ao tentar pousar no RS, em procedimento padrão e previsto na aviação, e pousou em segurança após uma segunda tentativa. Já o voo AD4391 (Porto AlegrePelotas) não conseguiu pousar em Pelotas e precisou retornar ao aeroporto de origem.

Outros voos seguiam com operação normal até a tarde desta terça (17).

Receba as notícias do Três Passos News no seu celular:

https://chat.whatsapp.com/CmyP3litXRj9MiTwu5EkPG

G1 RS