Estado
Foto: Reprodução

Uma guarnição do Corpo de Bombeiros e o Samu atendeu a um chamado na Avenida Frei Miguelino, no Bairro Paraboi, por solicitação de uma moradora, via telefone 193. A comunicante informou que dois homens estavam soterrados em um buraco de uma obra. Ao chegar ao local, os bombeiros constataram que duas vítimas estavam presas em uma vala. Ambos eram naturais de Quaraí, realizavam uma obra de escoamento de esgoto da Corsan na via pública e eram funcionários terceirizados da empresa ABS – que presta serviços para a Corsan em São Borja. Com o auxílio do Samu, os trabalhos de resgate tiveram início por volta das 10h da manhã e se prolongaram, por cerca de uma hora, até as 11h, desta quinta-feira (28).

Os bombeiros usaram toras de madeira para estabilizar a área. Também foi necessário utilizar material de sapa e uma serra de sabre para remover a terra que se acumulava sobre as vítimas. Só então foi possível acessar os trabalhadores. Um deles, identificado como Roberto da Cruz Maciel, de 28 anos, não estava completamente soterrado e tinha o tronco e a cabeça fora do buraco. No entanto, ele possuía fratura exposta no braço esquerdo e se queixava de muitas dores na região lombar e nas pernas.

A equipe de resgate conseguiu fazer uma avaliação prévia dos sinais vitais e pôde oferecer oxigênio a outra vítima, identificada como Carlos Eduardo Ferrari Fraga, de 49 anos, que apresentava um estado de maior gravidade. Isso porque ele ficou completamente submerso, assim permanecendo por quase uma hora, além de ter sido atingido por uma pedra na cabeça.Outros trabalhadores informaram que parte da terra foi retirada, antes da chegada dos bombeiros, com uma escavadeira. Este fato, na avaliação da corporação, pode inclusive ter agravado as lesões em ambas as vítimas. Por esta razão, de imediato, foram retirados todos os maquinários do local e a guarnição realizou um trabalho manual para preservar a segurança das vítimas e das equipes de socorro.Após a liberação dos escombros, os dois trabalhadores foram imobilizados, passaram por procedimentos de primeiros socorros, no local, e foram rapidamente conduzidos ao Hospital Ivan Goulart pelas equipes do Samu.

Carlos Eduardo, que havia ficado completamente soterrado foi hospitalizado em estado grave no CTI (Centro de Terapia Intensiva). Até o momento da publicação desta notícia, o local permanecia interditado para a perícia. A Polícia Civil realizou levantamento fotográfico no local e registrou um boletim de ocorrência de acidente de trabalho.

Rádio Cultura AM