Cidade
Foto: PM/Divulgação

A Administração Municipal de Três Passos, através da Secretaria de Agricultura (SMAG) em virtude do Programa Municipal de Agroindústrias (Pró-agroindústria), já investiu mais de R$ 48 mil nas agroindústrias familiares.

Desde a criação da Lei Municipal 5.628 em 2021 – que tem por objetivo valorização da produção local e a geração de emprego e renda – esta gestão possibilita o repasse do incentivo de 2000 URM para as agroindústrias familiares, e 400 URM para microempresas de produção agroindustrial.

A SMAG, além dos incentivos através da lei, colabora com a assistência técnica, serviços de máquinas, oportuniza cursos de formação e qualificação, auxilia na elaboração do material de publicidade, auxílio na infraestrutura e outros.

As agroindústrias familiares, “Laticínio Manu”, de propriedade de Marcelo Pereira, “Panificados Becker”, de Hugo Becker, “Agroindústria Primaz”, de Darci Pedro Primaz e Agroindústria “Peter Fockink”, de Henrique Focking, receberam o incentivo de 2000 URM cada, perfazendo o valor de R$11.460,00. Já na agroindústria “Embutidos Longhi”, de propriedade de Laércio José Longhi, o valor é de 400 URM, R$2.292,00.

Conforme o coordenador do Programa de Agroindústrias, Técnico Agrícola Lauri Kanitz, o apoio da Administração Municipal é muito importante no desenvolvimento das agroindústrias do município. “Desta forma possibilitamos melhorias e adequações visando o crescimento das mesmas, oferecendo aos munícipes produtos de qualidade oriundos da agricultura familiar”, acrescentou.

A secretária de Agricultura, Daiana Vanessa Bald, destaca que programas como este da SMAG, oportunizam a permanência do produtor rural no campo, transformando a sua produção em alimentos de qualidade, agregando valor a sua matéria prima.

Foto: PM/Divulgação

Já o prefeito municipal, Arlei Tomazoni, este é um setor que não recebia a atenção merecida e a gestão Arlei e Ipê pretende incentivar, e acredita que é possível fazer da agroindústria uma parcela importante da nossa economia. “Nós temos produtos de altíssima qualidade, podemos e vamos investir neste setor, agregando valor ao produtor local, e desta forma, consumir um alimento saudável”, encerrou.

As agroindústrias são responsáveis por agregar valor ao produto originário do campo, sendo uma parcela importante da economia brasileira. Os processos agroindustriais no Brasil garantem maior segurança alimentar permitindo que o consumidor final possa consumir alimentos saudáveis e processados com padrão rígido de qualidade.

Assessoria de Comunicação