Geral
Foto: Arquivo Pessoal

Na próxima quarta-feira, 14, farão seis meses da partida prematura do jovem três-passense, de 26 anos, John Ricardo Gerhard. Nesta semana, a mãe de John, Márcia Gerhard publicou um texto comovente nas redes sociais sobre a perda do filho. Confira abaixo:

Filho

“Abri os olhos e não te vi. Desesperada, busquei você em cada cômodo da casa, na cozinha, no quarto… para, finalmente, desolada e ofegante, sentar e chorar a minha solidão.

Aos poucos o desespero se transformou em paz, o choro em sorriso e, finalmente, encontrei você justamente onde não tinha procurado, no lugar mais óbvio: dentro de mim, no meu coração e na minha memória, protegido pelo amor que sinto por você.

Olhe, filho, entre nós não existe distância, o amor entre mãe e filho pode vencer qualquer barreira que a morte possa impor.

Você é meu fruto e trago a sua semelhança no meu jeito de agir e de ser. Estou aprendendo a substituir um abraço por uma lembrança; a enxergar você no sorriso dos teus manos ou na fala de um amigo, que comenta alguma passagem de sua vida.

Nosso amor não depende dos sentidos, não é escravo da matéria, pode elevar-se acima de tudo e encontrar a plenitude de Deus. No passado eu te ensinei a dar os seus primeiros passos em minha direção e agora ensina o seu espírito a dar os seus primeiros passos rumo à sua luz.

Não é fácil equilibrar-se sem minhas mãos te amparando, mas você é persistente e aprenderá a compreender o equilíbrio divino, que Deus proporciona a todas as suas criaturas. Em meus sonhos, converso com você todas as noites e acordo serena para mais um dia de trabalho aqui na Terra.

Não tenha receio de nada, meu filho. Pode seguir sua jornada de luz em paz, que eu saberei honrar sua memória em cada gesto ou atitude, para que você tenha certeza que valeu a pena todo o seu esforço e luta neste período encarnado, de vida terrena.

Volta para o Pai, nosso Criador, e realize o plano que lhe foi confiado. Vá em paz, meu filho cresça em luz e glória e ilumine nossas vidas com sua serenidade e sabedoria.”

Márcia Gerhard

VEJA TAMBÉM