Cidade
Foto: PM/Divulgação

Mais uma conquista importante para a agricultura familiar três-passense foi celebrada na manhã desta sexta-feira, dia 15 de janeiro, pela Secretaria Municipal de Agricultura de Três Passos e Emater, na Feira do Produtor Rural.

A entrega do Certificado de Inclusão no Programa Estadual de Agroindústria Familiar (PEAF) para a Laticínios Manu, de propriedade do agricultor Marcelo Pereira.

O certificado foi entregue pelo prefeito Arlei Tomazoni, vice-prefeito Pastor Ipê, extensionista da Emater Laurice Gelatti Diniz, secretário municipal da Agricultura Marcelo Larssen e veterinária Juliana Schuh, com a participação do técnico agrícola Jair Locatelli e dos produtores que expõem na feira.

Conforme explica a extensionista da Emater, a inclusão no PEAF permite ao agricultor comercializar os produtos além da Feira do Produtor Rural como até então vinha acontecendo, fornecer para o programa de alimentação escolar e participar em feiras regionais, estaduais e nacional.

O secretário complementou, explicando que em setembro de 2020 o produtor recebeu o registro no SIM (Serviço de Inspeção Municipal), e que desde então vende os produtos rotulados e fiscalizados pelos veterinários da Prefeitura. “Agora, o certificado autoriza a Laticínio Manu a comercializar com a nota do bloco de micro- produtor rural”, disse.

O prefeito e o vice-prefeito parabenizaram a todos os envolvidos na conquista, que abre horizontes a mais um empreendedor de Três Passos em expandir o seu negócio.

O proprietário ressaltou que a responsabilidade na produção de alimentos de qualidade só aumenta com a inclusão no programa. “Estou muito feliz e ciente que a responsabilidade será muito maior”, ponderou.

A Laticínios Manu está localizada na Linha Floresta, interior de Três Passos, possui mão de obra familiar, totalizando quatro pessoas envolvidas no processo de fabricação e venda dos produtos.

O negócio recebeu um investimento de aproximadamente R$ 120 mil, na construção e compra de equipamentos para a produção semanal de leite pasteurizado, iogurte, queijo colonial, nata, manteiga e queijo tipo cottage (keschimier).

Para os agricultores familiares, o processo de agroindustrialização artesanal da produção é uma excelente alternativa de geração de renda, pois agrega mais valor aos produtos.

Assessoria de Comunicação