Cidade
Maioria era idosa e tinha comorbidades. Foto: Arquivo/TP News

Medo, tristeza e saudade são palavras que resumem o sentimento das famílias que perderam pessoas queridas para a covid-19, em Três Passos. Desde junho, dez pessoas morreram da doença no município.

O último óbito foi registrado no final da noite de quinta-feira, 6. O paciente tinha 74 anos. Conforme as informações oficiais divulgadas, a maioria era do sexo masculino e possuía comorbidades.

Entre as vítimas, estão seis homens, dois de 48 e 52 anos, quatro de 61, 74, 83 e 86 anos, e quatro mulheres com 76, 77, 83 e 87 anos. Com exceção de dois, todos faleceram no Hospital de Caridade.

Perder uma pessoa para uma doença nova, em meio a uma pandemia, é algo que mexe muito com a estrutura familiar. Principalmente, para os parentes mais próximos que também precisam ficar em isolamento domiciliar.

As vítimas tinham nome, família, vizinhos, amigos que ficaram abalados. Os velórios, por exemplo, foram suspensos. Além disso, tem o preconceito com o desconhecido.

“A saudade está grande, estamos todos muito assustados. A verdade é que você nunca acha que vai acontecer com alguém da família”, disse o irmão de uma das vítimas, que preferiu não se identificar.