Tempo
Foto: UCRE/Divulgação

Violento vendaval atingiu na tarde hoje a cidade de Mercedes, departamento de Soriano, no Sudoeste do país. A tempestade severa causou graves danos com múltiplos destelhamentos e carros destruídos por escombros de estruturas que vieram abaixo com a força do vendaval.

Foto: UCRE/Divulgação

O Instituto Uruguaio de Meteorologia (Inumet) classificou em análise prévia comi uma corrente descendente de vento violenta a causa do vendaval destrutivo em Soriano. A estação meteorológica do órgão na localidade acusou vento de 120 km/h.

O cenário é de risco de tempo severo no Rio Grande do Sul nas próximas horas com tendência de temporais em diferentes regiões do Estado. Uma frente fria começa a ingressar no território gaúcho no começo da quarta-feira, instabilizando a atmosfera com chuva e tempestades que localmente podem ser fortes a severas. Não se pode descartar que em alguns pontos os temporais possam provocar transtornos ou mesmo danos, assim como se vê no Uruguai.

A aproximação da frente vai formar nuvens de grande desenvolvimento vertical sobre o Oeste e o Sul do Rio Grande do Sul entre o final desta terça e a madrugada da quarta-feira com chuva que será localmente forte e acompanhada de raios. Há potencial para temporais. No decorrer da madrugada e da manhã desta quarta, a instabilidade muito rapidamente vai se deslocar pelo território gaúcho, alcançando as demais regiões. Na sequência, ao longo do dia, vão atingir Santa Catarina e o Paraná.

Todas as regiões do Rio Grande do Sul têm risco de temporais na chegada da frente fria, mas a área do Estado em que o potencial para tempestades será maior é a Metade Oeste. Já o período de maior perigo de tempo severo no território gaúcho será entre a madrugada e a manhã desta quarta.

Antecipa-se a probabilidade de granizo localizado e de alguns vendavais. O deslocamento muito rápido da frente e o fato de preceder uma massa de ar frio de maior intensidade acentuam o risco de vento forte. O potencial para vendavais fortes será alto, dentre outras regiões, na Metade Oeste gaúcha com rajadas perto ou acima de 100 km/h em pontos isolados. Os dados do modelo WRF da MetSul do fim da tarde desta terça-feira reforçaram o indicativo de vendavais localizados no Rio Grande do Sul entre a madrugada e a manhã desta quarta com o avanço do sistema frontal.

De acordo com as projeções, o risco de vendavais será maior na Metade Oeste gaúcha, em particular na Fronteira Oeste, mas podem ocorrer episódios isolados de vento forte a intenso em outras regiões gaúchas.

Receba as notícias do Três Passos News no seu celular:

https://chat.whatsapp.com/CsFqn96YwnX36UVSJgIDeK

MetSul Meteorologia