Região
Foto: Arquivo Pessoal

O vereador Renato José de Lima obteve integral absolvição de seus pares na sessão do dia 3 de agosto último, quando foi arquivada na Câmara de Vereadores de Campo Novo a denúncia efetuada pelo secretário de Obras e Viação do Município que pedia sua condenação à perda do mandato por suposta conduta prevista no art. 7º, III, do Decreto-Lei 201/67.

O plenário da Câmara de Vereadores aceitou integralmente o parecer da Comissão Processante que apontou sua inocência quanto à acusação de se fazer passar por servidor público em conversas com empregados da RGE e manter dívidas de IPTU junto à Prefeitura.

Sua defesa, patrocinada pelos advogados Joel Cardoso e Sergio Pires, sustentou que na verdade a denúncia foi caluniosa e abusiva, pois baseou-se em inverdades fáticas e utilizou-se de documentação obtida mediante quebra de sigilo fiscal do vereador.

O edil Renatinho disse que ficou contente e redimido com a manifestação de inocência obtida na Câmara de Vereadores e irá buscar nas instâncias judiciais a reparação pela denúncia criminosa contra ele perpetrada. “Não guardo mágoa nem rancor de ninguém”, disse o vereador, mas acrescentou: “Como forma de dar satisfação integral à minha família, aos meus amigos e à população de Campo Novo, acionarei a Justiça para que os que criminosamente atacaram minha honra e meus direitos de cidadão paguem pelo dano material e moral que provocaram.”

Vereador Renato Lima