Geral
Foto: Reprodução

Melhor amigo de Rafael Mateus Winques, Andrey concedeu uma entrevista exclusiva ao Portal In Foco RS e SBT RS.

Na entrevista emocionante, o menino contou como era a amizade, como eles se conheceram e fala dos ultimos momentos em que tiveram contato.

A entrevista trouxe vários detalhes e momentos de emoção. Confira o vídeo abaixo:

Entenda o caso

Em 15 de maio Rafael Mateus Winques foi dado como desaparecido pela mãe, Alexandra Dougokenski. Segundo ela,, o filho teria saido de casa enquanto ela e o filho mais velho dormiam. A Polícia e a comunidade iniciaram as buscas pelo garoto. No dia 18 de maio: a polícia teve ajuda do corpo de Bombeiros de Palmeira das Missões e a da Brigada Militar de Frederico Westphalen e cães farejadores para fazer buscas numa mata que fica próxima à casa da família, porém, o menino não foi encontrado.

22 de maio uma equipe da Polícia Civil (PC) realiza perícia em residências e automóveis. Os peritos empregaram o luminol para detectar sinais de sangue.

No dia 25 de maio a polícia intensifica as investigações e esperava um grupo policial da Divisão da Criança e do Adolescente (DCA), que viria de Porto Alegre no dia 26 para ajudar nas buscas. Porém por volta das 17h30 a mãe confessa ter matado o filho com uma dosagem extra de medicamento e leva a equipe da PC até o local onde havia escondido o corpo, a casa vizinha. Rafael Mateus estava dentro de uma caixa, enrolado em um lençol coberto com alguns retalhos.

O laudo pericial apontou que Rafael havia sido estrangulado, já o advogado de Alexandra diz que as marcas são porque ela usou uma corda para puxar o corpo do filho até o local onde ele foi encontrado posteriormente.

No dia 29 de maio, a PC fez uma nova perícia na casa onde Rafael morava em busca de indícios da participação de outras pessoas e para descobrir se o crime havia sido premeditado. Está previsto, uma reconstituição do crime na quinta-feira, 18. As investigações seguem.

In Foco RS