Especial
Salto do Yucumã, “um lugar único no mundo”. Foto: Fabián Franco/Agroflorestal Argentina

“Em 24 de fevereiro, os famosos saltos atingiram uma altura de aproximadamente 10 metros, o último recorde com essa queda foi em 2012, uma beleza que a natureza nos dá”, disse o guarda florestal e fotógrafo naturalista Fabián Franco, segundo o site Argentina Florestal.

Posted by Mocona Parque Provincial Mocona on Friday, February 28, 2020

A reportagem especial do jornal digital La Mañana mostra o magnífico estado atual do fluxo da água que corre na água, caindo em quedas d’água de três quilômetros nesta temporada de verão.

Foto: Fabián Franco/Agroflorestal Argentina

Para chegar ao Moconá ou Salto do Yucumã pelo lado argentino, você pode ir de carro, atravessando a rota costeira dois que seguem – em um atraente passeio ondulado – em direção a El Soberbio, e dessa localidade eles subtraem outros aproximadamente 70 quilômetros para chegar ao parque.

Foto: Fabián Franco/Agroflorestal Argentina

Conforme a publicação, eles são únicos no mundo, pois surgiram de uma falha geológica que fez um corte longitudinal sobre o rio Uruguai, entre as bocas dos riachos Pepirí Guazú e Yabotí (no lado argentino) e os rios brasileiros Serapiao e Calixto. Isso se deve à origem de seu nome que, na língua guarani, significa “aquele que engole tudo”.