Trânsito
Foto: Reprodução

A Polícia Civil busca o motorista acusado de provocar um acidente com morte na manhã desta sexta-feira (8) na SC-285 em Ermo, no extremo Sul de Santa Catarina.

#AIRRESPONSABILIDADE DE UM MOTORISTA CAUSOU UM GRAVE ACIDENTE HOJE NA SC-285.AS IMAGENS DAS CÂMERAS DE SEGURANÇA MOSTRAM O MOTORISTA DE UM RENALT BRANCO FAZENDO UMA ULTRAPASSAGEM, O QUE FORÇOU O VEÍCULO COROLLA A IR PARA O ACOSTAMENTO, O MOTORISTA ACABOU PERDENDO O CONTROLE E BATEU DE FRENTE NUM CAMINHÃO, ELE TINHA 55 ANOS E MORREU NO LOCAL. A Polícia Civil busca o motorista acusado de provocar um acidente com morte na manhã desta sexta-feira (8) na SC-285 em Ermo, no extremo Sul de Santa Catarina. Imagens de monitoramento mostram que um carro branco fazia uma ultrapassagem, o que forçou o veículo Corolla a ir para o acostamento. O motorista de 55 anos perdeu o controle, e no retorno à pista bateu em um caminhão.O vídeo mostra que o carro branco seguiu o trajeto normalmente, e o motorista não parou para prestar socorro. A Polícia Civil vai identificar o condutor, que deve ser indiciado por homicídio culposo, quando não há intenção de matar, com pena de 2 a 4 anos de prisão segundo o delegado responsável pelo caso, Lucas Fernandes da Rosa.O motorista também pode sofrer aumento de pena por ter saído do local e não ter prestado socorro. No acidente morreu Adalberto Saretto, de 56 anos, morador de Jacinto Machado. Os bombeiros foram chamados para o resgate por volta das 7h, o homem ficou preso nas ferragens mas não resistiu aos ferimentos.

Publicado por Repórter Sérgio Guimarães em Sexta-feira, 8 de maio de 2020

Imagens de monitoramento mostram que um carro branco fazia uma ultrapassagem, o que forçou o veículo Corolla a ir para o acostamento. O motorista de 55 anos perdeu o controle, e no retorno à pista bateu em um caminhão.

O vídeo mostra que o carro branco seguiu o trajeto normalmente, e o motorista não parou para prestar socorro. A Polícia Civil vai identificar o condutor, que deve ser indiciado por homicídio culposo, quando não há intenção de matar, com pena de 2 a 4 anos de prisão segundo o delegado responsável pelo caso, Lucas Fernandes da Rosa.

O motorista também pode sofrer aumento de pena por ter saído do local e não ter prestado socorro.

No acidente morreu Adalberto Saretto, de 56 anos, morador de Jacinto Machado. Os bombeiros foram chamados para o resgate por volta das 7h, o homem ficou preso nas ferragens e não resistiu aos ferimentos.

Repórter Sergio Guimarães