Polícia
Foto: Ilustração

Um vídeo em circulação nas redes sociais mostra o momento em que uma viatura da Brigada Militar aborda um motociclista e dois agentes descem do veículo, em Portão. Em seguida, o condutor estaciona a moto, levanta as mãos e as deixa atrás da cabeça. Um dos brigadianos, o motorista da viatura, chega mais próximo dele e empurra o motociclista com força duas vezes. O outro policial saca um revólver e o aponta para o motociclista.

O primeiro dos empurrões é contra o painel da moto. O motociclista tentou se segurar no mesmo, fazendo com que um dos retrovisores se quebre. O segundo empurrão é para o lado. Neste momento, o condutor e a moto caem sobre a calçada. Em seguida, ambos os agentes voltam para a viatura.

O vídeo foi gravado na noite do último sábado, em Portão, na Região Metropolitana. A ação é rápida, e a filmagem dura apenas 16 segundos. Do outro lado da via, é possível ver pessoas assistindo à agressão por parte do brigadiano.

Em nota, o 25º Batalhão de Polícia Militar (25º BPM) disse que recebeu “denúncias de aglomeração de pessoas e de motociclistas realizando manobras perigosas na via pública”, e que um destes fugiu por várias quadras da cidade. Ainda, afirmou que “o comportamento empregado pelo Policial Militar não condiz com o padrão estabelecido pela técnica policial, se tratando de um fato isolado”, e também que abriu inquérito policial militar e afastou o brigadiano envolvido (leia nota completa no final da reportagem).

Leia a nota completa do 25º BPM sobre o caso:

Nota oficial para a imprensa

A Brigada Militar manifesta-se, por meio desta nota, sobre a ocorrência na madrugada desta noite de sábado (11/09), na cidade de Portão, após ter recebido denúncias de aglomeração de pessoas e de motociclistas realizando manobras perigosas na via pública.

Os policiais deslocaram para o local para realizar averiguação e, ao constatar as manobras perigosas realizadas pelos motociclistas, tentaram efetuar a abordagem de um deles, que fugiu por diversas vias ao longo de várias quadras, logo após abordado na Av. Brasília, no centro da cidade. Foram confeccionados autos de infração de trânsito e um termo circunstanciado para o condutor.

Quanto aos fatos ocorridos no momento da abordagem, o Comando do 25º Batalhão de Polícia Militar informa que o comportamento empregado pelo Policial Militar não condiz com o padrão estabelecido pela técnica policial, se tratando de um fato isolado, e o Comando está apurando e tomando as providências preliminares cabíveis, como abertura de inquérito policial militar para esclarecimento e o afastamento momentâneo do PM do serviço operacional.

A apuração deve ocorrer durante 40 a 60 dias e, tão logo seja concluída, a Brigada Militar prestará as devidas informações.

O Diário