Trânsito
Trecho deteriorado sem sinalização. Foto: Luís Carlos Pez/TP News

Foi concluída na última semana a sinalização horizontal da RSC-472, trecho entre Feijão Miúdo e ponte do rio Turvo, na divisa com Tenente Portela, após a rodovia ser quase toda restaurada pelo Governo do Estado, em Três Passos.

No entanto, para a surpresa dos usuários, ao menos cinco pequenos trechos, que variam entre 50 e 500 metros e que somando juntos não passam de dois quilômetros, onde já foram feitas operações tapa-buracos e a segunda camada encontra-se deteriorada, ficaram sem ser recuperados e sinalizados. Só para exemplo, dois trechos ficam próximos aos campos do Santos e do Bananeiras.

Trecho deteriorado sem sinalização. Foto: Luís Carlos Pez/TP News

Nesses locais, futuramente, motoristas voltarão a se deparar com buracos, transtornos e prejuízos, ao transitar pelo trecho de 11 quilômetros. A pergunta que fica: qual a lógica disso? As lideranças locais e regionais não vão tomar nenhuma providência? O que diz o Daer? Qual a explicação?

Trecho deteriorado sem sinalização. Foto: Luís Carlos Pez/TP News
Trecho deteriorado sem sinalização. Foto: Luís Carlos Pez/TP News

VEJA TAMBÉM